Brasil e União Europeia debatem cooperação na área industrial

C&T Internacional - Internacional

Representantes do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e da União Europeia se reuniram, na sexta-feira (11) passada, em Brasília (DF), para reforçar a relação com o bloco, com foco na competitividade e investimento no setor industrial.

Eles concordaram ser possível aumentar o nível de cooperação. Para o secretário executivo do MCTI, Antonio Elias, o reconhecimento internacional sobre a capacidade de desenvolvimento do Brasil é muito importante para o País.

“O Brasil se tornou, no mapa internacional, um eixo de investimento forte, de migração de áreas de pesquisa e desenvolvimento [P&D]. Há uma capacidade científica e laboratorial no Brasil que hoje representa aquilo que é complementar aos investimentos do setor industrial”, frisou.

Setores em que já existe cooperação, como o automobilístico, também compuseram a pauta da reunião além de áreas ainda pouco exploradas nesta parceria, como energia, biodiversidade e telecomunicações.

De acordo com o vice-presidente para Indústria e Empreendedorismo da União Europeia (UE), Antonio Tajani, o encontro foi um estímulo para que empresas europeias sediadas no país possam aumentar seus investimentos. “É importante para a gente trabalhar muito mais no setor de tecnologia espacial, biotecnologia e de matérias-primas. Eu acredito que possamos fazer muito mais nos próximos anos”, disse Tajani.

Os últimos detalhes para a realização da Cúpula Brasil-União Europeia, que será realizada em fevereiro de 2014, em Bruxelas, na Bélgica, também foram definidos durante o encontro. Para Tajani, o evento servirá para estabelecer uma estratégia bilateral e unir forças para a cooperação em diversos setores.

“Em nível comercial, estamos falando do Mercosul, onde podemos ter muitos avanços com o Brasil no setor industrial, empresarial e em muitos outros”, destacou o representante da União Europeia. A cooperação dos países em ciência, tecnologia e inovação baseia-se no Acordo de Cooperação Científica e Tecnológica, que entrou em vigor em 2007 e foi renovado, por cinco anos, em agosto de 2012.

(Agência Gestão CT&I com informações do MCTI)

consorcio-abre-chamada-para-apoio-financeiro-a-participacao-do-brokerage-event  O consórcio internacional INCOBRA lançou nesta segunda-feira (7) uma chamada para conceder apoio financeiro aos participantes do...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimento  A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativa  A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI)...
japao-e-brasil-financiam-projetos-em-varias-areas-do-conhecimentoA Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Sociedade Japonesa de Promoção da Ciência (JSPS, na sigla em...