Comunidade científica critica texto-base da Rio +20

C&T Meio Ambiente - BR

Instituições científicas e ONGs dizem que faltou ousadia e o estabelecimento de metas Crédito: Agência BrasilInstituições científicas e ONGs dizem que faltou ousadia e o estabelecimento de metas Crédito: Agência Brasil

A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio +20, termina nesta sexta-feira (22), com um texto-base pouco ousado na opinião de instituições de pesquisa e organizações não-governamentais. As discussões acontecem até às 15h.

Na avaliação do presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), Celso Lafer, o documento não tem foco e não atende à urgência dos problemas enfrentados pelo mundo. “O documento final é difuso e se baseia em um mínimo denominador comum. Na melhor das hipóteses, coloca em andamento processos que serão mais ou menos bem-sucedidos no futuro”, destacou.

Também para as ONGs, faltou ousadia por parte das autoridades na exigência de definições claras sobre responsabilidades específicas, repasses financeiros, discriminação de prazos para a adoção de medidas e a ampliação de poderes do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma).

No entanto, o chefe da delegação do Brasil na Rio+20, o embaixador André Corrêa do Lago, reiterou que o saldo da conferência é positivo. “O principal saldo foi fazer com que o desenvolvimento sustentável se transforme em paradigma em todos seus aspectos - social, ambiental e econômico”, afirmou.

O texto-base, intitulado “O Futuro Que Queremos”, contém 49 páginas e está dividido em seis capítulos e 283 itens. Os capítulos mais relevantes são os que tratam de financiamentos e meios de implementação (relacionados às metas e compromissos que devem ser cumpridos).

(Agência Gestão CT&I de Notícias com informações da Agência Brasil e da Agência Fapesp)

consorcio-abre-chamada-para-apoio-financeiro-a-participacao-do-brokerage-event  O consórcio internacional INCOBRA lançou nesta segunda-feira (7) uma chamada para conceder apoio financeiro aos participantes do...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimento  A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativa  A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI)...
japao-e-brasil-financiam-projetos-em-varias-areas-do-conhecimentoA Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Sociedade Japonesa de Promoção da Ciência (JSPS, na sigla em...