Dirigentes da Embrapa defendem subsidiária para comercializar tecnologia

C&T Política - BR

 

Dirigentes da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) defenderam na Câmara dos Deputdos a criação da subsidiária Embrapa Tecnologias Sociedade Anônima (EmbrapaTec) para viabilizar a comercialização de tecnologia no mercado. A nova empresa deverá negociar e comercializar tecnologias, produtos e serviços desenvolvidos pela Embrapa ou por outra instituição científica, tecnológica e de inovação.


Para o chefe-substituto da Secretaria de Negócios da Embrapa, Raul Rosinha, muitas pesquisas só conseguirão sair das prateleiras dos laboratórios para chegar ao campo com parcerias. A ideia da EmbrapaTec está em estudo desde 2004 e chegou a ser analisada em projeto no Senado, que acabou arquivado ao final da última legislatura. Em maio de 2016, um novo texto foi encaminhado pelo Executivo. O dirigente disse ainda que o modelo é semelhante ao adotado em países como Argentina, Austrália e França.


Entretanto, pesquisadores temem que a iniciativa privada possa guiar os rumos da pesquisa e privilegiar grandes produtores. Eles participaram de audiência na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços que discutiu a proposta do Executivo sobre autorização para criação da EmbrapaTec (PL 5243/16).


Falta de profissionais


O chefe da Embrapa Meio Ambiente, Marcelo Augusto Morandi, afirmou que a estatal não tem em seu quadro profissionais capazes de fazer negociações comerciais de forma eficiente. “A Embrapa tem excelentes laboratórios e pesquisadores. Entretanto, isso só chega ao pequeno e grande produtor se eu tiver uma empresa que vá disponibilizar esse produto”, afirmou.


Segundo o consultor de Tecnologia da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Reginaldo Minaré, esse braço da Embrapa já deveria estar funcionando há muito tempo. “A marca Embrapa hoje é subutilizada no que diz respeito à colocação de produtos no mercado. Um produto com essa chancela não tem rejeição.”


Desenvolvimento da sociedade


Para Mário Urchei, pesquisador da estatal, a EmbrapaTec criará a lógica de priorizar o mercado agrícola, e grandes empresas pautarão os interesses da estatal. Segundo ele, a mudança legal tem uma lógica privatista em relação à geração e apropriação do conhecimento das empresas públicas.


Antônio Machado, pesquisador e representante dos funcionários no Conselho de Administração da Embrapa, reclamou que o corpo técnico não participou do debate sobre a subsidiária. Ele também disse que a empresa já comercializa tecnologia há muito tempo e com competência.


Na opinião do secretário de Política Agrícola da Confederação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura (Contag), Antoninho Rovaris, falta representantes da sociedade no conselho de administração da Embrapa, que vai definir os rumos da EmbrapaTec.


Para o relator da proposta na comissão, deputado Hélder Salomão (PT-ES), a audiência possibilitou aos deputados ter mais elementos para entender melhor a repercussão ao criar a subsidiária. “É um tema importante e a audiência contribuiu para esclarecer muita coisa”, disse Salomão, que solicitou o debate.


(Agência ABIPTI com informações da Câmara dos Deputados)

incobra-brokerage-event-disponibiliza-plataforma-para-identificacao-de-parceiros-e-agendamento-de-networkings Já está disponível uma plataforma virtual para que os participantes do INCOBRA Brokerage Event registrem-se e criem o seu perfil de...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativa  A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI)...
capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimento  A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa...