Parceria do MEC com empresa alemã capacita professores em biogás

C&T Educação - BR

 

Em parceria com a empresa alemã ME-LE Energietechnik GmbH, especializada na área de biogás, o Ministério da Educação (MEC) iniciou nesta semana o programa de capacitação de multiplicadores em aproveitamento energético de biogás na agricultura. A meta é formar instrutores para atuar na implantação de cursos relacionados com a produção de biogás a partir de resíduos agrícolas e seu aproveitamento energético. Com esses novos cursos, a Rede Federal de Educação contribuirá com a formação de profissionais e o treinamento de recursos humanos para o atendimento a esses setores.


O diretor de Desenvolvimento da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC, Romero Portella Raposo Filho, avalia que o maior beneficiado com a parceria é o aluno e, por consequência, o professor. “Conseguimos abrir as portas de um centro tecnológico como a ME-LE para que nossos alunos tenham aulas na prática, e saibam como aquilo funciona na realidade; e ao mesmo tempo, conseguimos capacitar também o nosso professor”, destaca.


O gerente de projetos de ME-LE no Brasil, Christian Belt, conta que quando chegou ao Brasil, há cerca de três anos, a empresa alemã descobriu um potencial enorme na área de biogás. “Apesar desse potencial, o conhecimento na área aqui ainda é muito fraco”, avalia. “Essa parceria com o MEC visa treinar esses professores e transformá-los em multiplicadores. A ideia é transformá-los em futuros especialistas na área de biogás.”


Nesta primeira etapa do programa, serão ofertadas 10 vagas para professores da rede federal e mais 10 para professores do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). Após avaliação curricular, eles serão indicados pelas próprias instituições de ensino. O curso será semipresencial e executado por instrutores da ME-LE Akademie, braço de formação profissional do grupo ME-LE entre outubro de 2017 e junho de 2018.


Ao longo deste período, haverá semanas de trabalho presenciais no curso, com passagens e hospedagem custeadas pela ME-LE, a partir de apoio do banco de desenvolvimento alemão KfW DEG. As atividades presenciais serão realizadas no campus Ribeirão das Neves do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG).


Outras parcerias


Romero Portella Raposa Filho ressalta que hoje já existe uma internacionalização da rede federal de educação profissional e lembra que a Setec fechou parcerias com países como Canadá, Finlândia, Estados Unidos, Alemanha, Austrália e Noruega.


(Agência ABIPTI, com informações do MEC)

consorcio-abre-chamada-para-apoio-financeiro-a-participacao-do-brokerage-event  O consórcio internacional INCOBRA lançou nesta segunda-feira (7) uma chamada para conceder apoio financeiro aos participantes do...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimento  A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativa  A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI)...
japao-e-brasil-financiam-projetos-em-varias-areas-do-conhecimentoA Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Sociedade Japonesa de Promoção da Ciência (JSPS, na sigla em...