Concluído projeto de cooperação técnica com Japão sobre logística reversa

C&T Gestão - Gestão

 

Representantes dos ministérios da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Meio Ambiente (MMA) e da Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) concluíram recentemente a última etapa do “Projeto para Melhoria da Logística Reversa de Resíduos de Equipamentos Eletroeletrônicos (REEE) no Brasil”. Trata-se de etapa-chave para ampliar o reuso de matérias-primas, o consumo e a produção sustentável, contribuindo para a competitividade industrial.

Segundo a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), instituída pela Lei nº 12.305/2010, a logística reversa é a restituição dos produtos após o seu descarte às empresas privadas para sua reutilização, reciclagem ou processamento e destinação adequados.

A PNRS estabeleceu o princípio da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos, que se concretiza na obrigação de implantação de sistemas de logística reversa para diversas cadeias produtivas. A legislação também inovou ao determinar a adoção de acordo setorial ou termos de compromisso para o estabelecimento de obrigações entre os diferentes atores envolvidos na logística reversa.

A cooperação técnica internacional envolveu interlocução público-privada, realizou projeto piloto no município da Bairro da Lapa (SP), e trouxe importantes lições, como a diferenciação dos métodos de coleta por porte de resíduos, para tornar a coleta eficiente; a elaboração do “Relatório sobre Impactos Econômicos da Logística Reversa no Brasil”, incluindo simulação de taxas de cobrança para coleta e sugestão de incentivos econômicos e sugestão de ações para atrair o descarte de resíduos de equipamentos eletroeletrônicos, a exemplo de campanhas para sensibilização do público em geral.

Para o secretário de Desenvolvimento e Competitividade Industrial do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Igor Calvet, essa cooperação deixou um importante legado sob a forma de recomendações, como a formação de área de reciclagem além do limite estadual; o estabelecimento de Centros de Consolidação para posterior destinação dos resíduos; o desenvolvimento de empresas de reciclagem e a atuação da logística reversa por tipo e porte de equipamento eletroeletrônico.

(Agência ABIPTI, com informações do MDIC)


incobra-brokerage-event-disponibiliza-plataforma-para-identificacao-de-parceiros-e-agendamento-de-networkings Já está disponível uma plataforma virtual para que os participantes do INCOBRA Brokerage Event registrem-se e criem o seu perfil de...
metodologia-do-curso-para-elaboracao-e-gestao-de-projetos-da-abipti-e-enaltecida-por-alunos “O diferencial deste curso é que ele é completo, apresenta todo o Sistema Nacional de Ciência e Tecnologia para o aluno”, explica...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativa  A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI)...
capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimento  A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa...