Descoberta em Pernambuco substância que inibe Zika vírus

C&T Saúde - BR

 

Cientistas da Fundação Oswaldo Cruz de Pernambuco (Fiocruz-PE), financiados pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e pela Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe), descobriram uma substância com capacidade de bloquear a produção do Zika vírus em células epiteliais e neurais.

 

Em um ano de investigação e com investimentos de R$ 153 mil da Facepe (entre despesas de custeio e bolsas para estudantes envolvidos no projeto), a substância 6-metilmercaptopurina ribosídica (6MMPr) foi testada em laboratório e mostrou-se eficaz em 99% das análises no Departamento de Virologia e Terapia Experimental da Fiocruz Pernambuco. O composto 6MMPr é menos tóxico para as células neurais, o que beneficia os tratamentos de infecções no sistema nervoso.

 

O próximo passo da pesquisa é avaliar as reações em organismo vivo, mas ainda serão necessários anos de estudo antes que o 6MMPr possa ser transformado em medicamento e produzido em grande escala. O estudo foi publicado na Revista Internacional de Agentes Antimicrobianos (International Journal of Antimicrobial Agents).

 

Descoberta

 

Os pesquisadores da Fiocruz trabalharam com 6MMPr em outro estudo para combater o vírus que causa cinomose canina, uma doença de cachorro provocada por um vírus de RNA, assim como o vírus Zika. Foi aí que surgiu a hipótese de que também funcionaria contra a Zika.

 

Os testes foram realizados em células epiteliais e neurais de macacos e humanos. Para cada mil vírus, 996 foram eliminados com o 6MMPr, que equivale a mais de 99%. Também descobriu-se que quanto maior a dose, maior a sua eficiência e, quanto mais cedo a substância começa a funcionar, maior será o seu sucesso.

 

A pesquisa foi contemplada no edital 004/2016 de apoio emergencial para estudo do Zika vírus, dentro do âmbito de estudos e pesquisas para políticas públicas estaduais da Fundação. O edital teve valor global de R$ 3 milhões, com recursos da Secretaria Estadual de Saúde (R$ 2 milhões) e da Facepe (R$ 1 milhão), contemplando 21 pesquisas em diversos estágios de desenvolvimentos.

 

(Agência ABIPTI, com informações da Secti)

consorcio-abre-chamada-para-apoio-financeiro-a-participacao-do-brokerage-event  O consórcio internacional INCOBRA lançou nesta segunda-feira (7) uma chamada para conceder apoio financeiro aos participantes do...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimento  A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativa  A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI)...
japao-e-brasil-financiam-projetos-em-varias-areas-do-conhecimentoA Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Sociedade Japonesa de Promoção da Ciência (JSPS, na sigla em...