Programa do governo pretende fomentar qualificação de MPEs do Brasil

C&T Economia - Economia

Fomentar a qualificação e a profissionalização das micro e pequenas empresas (MPEs) no Brasil, além de potenciais empreendedores, é o objetivo do programa Instituição Amiga do Empreendedor (IAE). A iniciativa foi lançada nesta quarta-feira (9) pelos ministérios da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e da Educação (MEC).

A ideia é criar espaços dentro das instituições de ensino para a promoção de atividades de orientação, capacitação e assistência gerencial. Uma vez criado, o espaço do empreendedor, que pode ser físico ou online, atuará nas áreas de empreendedorismo, mercado, modelo de negócio, legislação, finanças e gestão. A orientação será prestada tanto pelo corpo docente da instituição, quanto pelos próprios alunos com a devida assistência de seus professores.

A expectativa é que tanto empreendedores quanto estudantes possam ampliar as habilidades e conhecimentos de maneira a aumentar o índice de sucesso e sobrevivência dos pequenos negócios e geração de riqueza para o país. Também é esperado aprimorar o perfil empreendedor e o ato de empreender, reduzir e mitigar os riscos para o empreendedor, promover os atributos pessoais e competências interdisciplinares que formam a base de um comportamento e mentalidade empresarial como criatividade, espírito de iniciativa, aceitação de risco, autoconfiança, independência, e contribuir para a geração de conhecimento na educação empreendedora e na instigação de atitudes para o empreendedorismo.

O projeto-piloto conta, inicialmente, com a adesão de nove instituições de ensino superior públicas e privadas de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Sergipe, Rio Grande do Sul, Pará e Distrito Federal. As instituições parceiras que se filiarem ao programa ganharão o “Selo Faculdade Amiga do Empreendedor” que dará reconhecimento e visibilidade, além de uma série de outras vantagens como, por exemplo, bônus na avaliação da instituição por parte do MEC.

O empreendedor que quiser participar do programa deve procurar uma das instituições de ensino superior conveniadas: Universidade Católica de Salvador (Usal); Centro Universitário do estado do Pará (Cesupa); Universidade Federal de Lavras (Ufla); Universidade de Brasília (UnB); Centro Universitário Jorge Amado (Unijorge); Universidade Nove De Julho (Uninove); Universidade Do Vale Do Rio Dos Sinos (Unisinos); Universidade Tiradentes (Unit); Universidade Veiga De Almeida (UVA).

(Agência ABIPTI, com informações do MDIC)

incobra-brokerage-event-disponibiliza-plataforma-para-identificacao-de-parceiros-e-agendamento-de-networkings Já está disponível uma plataforma virtual para que os participantes do INCOBRA Brokerage Event registrem-se e criem o seu perfil de...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativa  A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI)...
capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimento  A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa...