Cabo submarino que levará internet a Fernando de Noronha é tema de debate

C&T Educação - BR

O ministro da Educação (MEC), Mendonça Filho, avalia a possibilidade de instalar um cabo submarino híbrido, de energia e telecomunicações, entre o continente e o arquipélago de Fernando de Noronha.

“Este evento ainda discute o tamanho desses investimentos, como cabo e rede de fibra ótica”, explicou, destacando a importância do projeto para o desenvolvimento do arquipélago. “É algo relevante que temos que celebrar como um avanço extraordinário, no sentido de mais educação, inovação, ciência e tecnologia na ilha”, afirmou Mendonça Filho durante seminário realizado em Recife na última sexta-feira (4)

O evento, realizado no centro de formação da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), teve como intenção discutir a proposta e levantar informações, para posterior definição de calendário e custos. “Hoje temos o intuito de proporcionar algo difícil de acreditar há alguns anos, que é levar energia do continente, e no mesmo cabo, conexão com internet, a Fernando de Noronha”, observou o ministro.

Além do MEC, devem entrar como parceiros no âmbito federal os ministérios da Ciência e Tecnologia, Inovações e Comunicações, das  Minas e Energia e da  Defesa.

Pertencente a Pernambuco, o arquipélago de Fernando de Noronha está a 540 quilômetros do Recife, e possui um sistema de energia movido a diesel, sendo o transporte regular de combustíveis feito em navio ou avião. Já a ampliação da matriz fotovoltaica torna-se limitada pelo pequeno território disponível.

O sistema de comunicação, em contrapartida, é provido por satélites com velocidade de até 10 Mb/s, fazendo com que as conexões possuam baixa velocidade e atinjam poucos pontos da ilha principal. A estimativa atual é de que o custo mensal médio em consumo de combustível seja de R$ 1,93 milhões, alcançando cerca 5,10 milhões de litros por ano. Já o custo mensal de conectividade é R$ 5 mil, na velocidade de 1 Mb/s, para uma instituição ou cidadão ilhéu.

O evento contou com a presença de lideranças políticas, representantes da secretaria de Educação do estado, representantes da ilha e de empresas de tecnologia, que poderão se tornar parceiras na execução do projeto.

(Agência ABIPTI com informações do MEC)


consorcio-abre-chamada-para-apoio-financeiro-a-participacao-do-brokerage-event  O consórcio internacional INCOBRA lançou nesta segunda-feira (7) uma chamada para conceder apoio financeiro aos participantes do...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimento  A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativa  A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI)...
japao-e-brasil-financiam-projetos-em-varias-areas-do-conhecimentoA Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Sociedade Japonesa de Promoção da Ciência (JSPS, na sigla em...