Laboratório de Inovação Financeira será lançado em agosto

C&T Economia - Economia

 

No próximo dia 3 de agosto, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE) e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) lançam, no Rio de Janeiro, o Laboratório de Inovação Financeira (Lab). O projeto tem o objetivo de impulsionar o debate e a criação no Brasil de ferramentas financeiras que permitam o avanço do desenvolvimento sustentável.

O lançamento será realizado durante a realização de um seminário internacional sobre instrumentos financeiros inovadores e desenvolvimento sustentável. O seminário contará com a participação de especialistas internacionais que irão debater sobre experiências com títulos verdes no mercado financeiro internacional, avanços no financiamento verde e potenciais instrumentos financeiros e do mercado de capitais no Brasil para promover investimentos sustentáveis e discussões sobre como os investidores podem se posicionar nesse mercado.

O Lab está sendo concebido como um fórum de discussão intersetorial que conta com a presença de instituições financeiras de desenvolvimento (IFDs), intermediários financeiros privados, investidores, especialistas, reguladores e representantes de setores chave da economia. O intuito é fomentar a criação de instrumentos de investimento e de estruturas financeiras que maximizem a alavancagem do setor privado e que otimizem o uso de fundos doadores.

Serão criados grupos de trabalho coordenados pela CVM e pela ABDE para atuarem em três frentes. A primeira delas é em Títulos verdes (Green Bonds), que busca aprofundar o conhecimento sobre esse mercado a nível internacional e desenvolver e avaliar propostas de intervenção no Brasil, tais como desenvolver o mercado nacional de títulos verdes, possíveis instrumentos que possam estimular emissões, e alinhamento do mercado local com as melhores práticas internacionais, entre outros.

A segunda frente é em Finanças verdes. Neste âmbito, o objetivo é  construir diálogo com as instituições que compõem o Sistema Nacional de Fomento (SNF) para originar, avaliar e testar inovações financeiras que apoiem o desenvolvimento sustentável do Brasil sobretudo em setores potencialmente verdes como energia, transporte, agricultura e água.

A última frentesão os Instrumentos Financeiros e Investimentos de Impacto, que tem com meta identificar o papel que as IFDs possam ter e as oportunidades de desenvolver o mercado de capitais e instrumentos financeiros para ampliar a oferta de investimentos em negócios que promovam os objetivos de desenvolvimento sustentável (ODS) das Nações Unidas. O grupo também considerará os pilares estratégicos, recomendações e iniciativas da Força-Tarefa Brasileira de Finanças Sociais (FTFS) e possíveis sinergias entre os mecanismos de Finanças Sociais e do SNF.

(Agência ABIPTI, com informações do BID)

 


consorcio-abre-chamada-para-apoio-financeiro-a-participacao-do-brokerage-event  O consórcio internacional INCOBRA lançou nesta segunda-feira (7) uma chamada para conceder apoio financeiro aos participantes do...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimento  A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativa  A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI)...
japao-e-brasil-financiam-projetos-em-varias-areas-do-conhecimentoA Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Sociedade Japonesa de Promoção da Ciência (JSPS, na sigla em...