Pesquisa que criou larvicida contra Aedes usando óleo de sucupira é premiada

C&T Inovação - BR

Um dos seis agraciados do 14º Prêmio de Destaque do Ano na Iniciação Científica, entregue pela Sociedade Brasileira Para o Progresso da Ciência (SBPC) nesta terça-feira (18), em Belo Horizonte, foi o estudo que criou um larvicida contra o mosquito Aedes aegypti usando óleo da semente de sucupira, uma árvore do Cerrado que atinge entre 8 e 16 metros de altura.

O efeito do óleo de sucupira sobre as larvas do Aedes aegypti já era conhecido pela ciência. No entanto, seu uso para controle do mosquito era inviável já que o produto não é solúvel em água. Este obstáculo foi superado com a técnica desenvolvida pelo pesquisador Ícaro Sarquis, da Universidade Federal do Amapá (Ufap), que isolou uma substância do óleo e a partir dela desenvolveu um produto nanoestruturado, isto é, composto por pequenas partículas. “O tamanho dessas partículas faz toda a diferença, porque faz com que o efeito seja maior e com que a substância permaneça mais tempo seja em água, em óleo, em medicamento, etc.”

Além de ser natural e sustentável, o produto tem como vantagem a liberação da substância de forma controlada. “Ele permanece na água por muito mais tempo do que os produtos que estão no mercado. Ele é diferente de outros larvicidas, cuja ação dura pouco”, explica Sarquis. O produto já está patenteado e a próxima etapa é encontrar parceiros na indústria que tenham interesse em levar a inovação ao mercado.

Outros cinco pesquisas também foram reconhecidas com o prêmio, entregue durante a 69ª Reunião Anual da SBPC, que ocorre no campus da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), na capital mineira. Na categoria Ciências da Vida, além de Sarquis, foi premiada a pesquisadora Ana Luiza Martins Karl, do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), que desenvolveu uma modelagem molecular computacional de inibidores para a acetilcolinesterase, uma enzima cuja disfunção está associada ao mal de Alzheimer e outras enfermidades.

O 14º Prêmio de Destaque do Ano na Iniciação Científica recebeu ao todo 450 trabalhos, envolvendo 154 instituições de pesquisa. Os vencedores receberão R$ 7 mil em dinheiro e bolsas de mestrado ou doutorado.

(Agência ABIPTI com informações da Agência Brasil)



incobra-brokerage-event-disponibiliza-plataforma-para-identificacao-de-parceiros-e-agendamento-de-networkings Já está disponível uma plataforma virtual para que os participantes do INCOBRA Brokerage Event registrem-se e criem o seu perfil de...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativa  A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI)...
capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimento  A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa...