Prêmio Respostas Para o Amanhã abre inscrições

C&T Educação - BR

 

Professores de ensino médio da rede pública já podem se inscrever para a quarta edição do Prêmio Respostas para o Amanhã. Iniciativa da empresa Samsung, o concurso pretende incentivar estudantes de nível médio de escolas públicas de todo o país a aplicar conceitos de ciências da natureza e matemática, por meio do desenvolvimento de projetos que ajudem a melhorar as comunidades em que vivem. Os interessados podem se cadastrar até 14 de agosto.

Para participar, professores e alunos devem criar um trabalho prático que mostre como os conteúdos da disciplina pode contribuir para o desenvolvimento do projeto. Podem se inscrever no concurso professores de biologia, física, química e matemática ou outras disciplinas relacionadas às áreas das ciências da natureza e da matemática e suas tecnologias.

O concurso oferece premiações em três categorias: vencedores regionais, vencedores pelo júri popular e vencedores nacionais. Uma comissão julgadora, constituída por especialistas em educação, selecionará os melhores trabalhos apresentados no concurso. Todos os classificados receberão um certificado de participação no prêmio.

Na categoria vencedores regionais, serão selecionados os 25 melhores, de cada uma das regiões do país. Eles ganharão um notebook para a escola e um selo de vencedor regional da edição do prêmio. Na categoria vencedores pelo júri popular, serão escolhidos apenas cinco pessoas, um de cada região do país. A eles será entregue o troféu "Projeto Vencedor pelo Júri Popular". Na categoria vencedores nacionais, serão selecionados apenas cinco. Eles receberão dois notebooks Samsung - um para o professor e outro para o diretor - e tablets da marca para cada aluno da sala, além de troféu de vencedor nacional e medalha.

Para a realização do concurso, a Samsung conta com a coordenação geral do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, criada em 1987, cujo objetivo é o desenvolvimento de projetos e pesquisas voltados à melhoria da qualidade da educação pública e ao aprimoramento da política social. A empresa tem também o apoio da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), entre outros parceiros.

Na edição de 2016, só no Brasil, o prêmio recebeu mais de 2 mil inscrições. Cerca de 37 mil alunos, sob a orientação de aproximadamente 2.600 professores foram mobilizados. Somadas as três edições anteriores do concurso, realizadas entre 2014 e 2016, mais de 67 mil alunos da América Latina, orientados por cerca de 7.100 professores, inscreveram mais de 5.900 projetos. Além do Brasil, participaram da iniciativa Argentina, Chile, México, Panamá, Paraguai, Peru e República Dominicana.

As inscrições podem ser feitas neste link.

(Agência ABIPTI, com informações da ABC)