Pouco recurso privado em P&D é desafio da América Latina, avalia presidente da Finep

C&T Gestão - Gestão

 

Converter gastos públicos com pesquisa e desenvolvimento (P&D) em investimentos privados, ou seja, em produto, valor, competitividade e aumento de produtividade. Esse é um desafio comum à América Latina, que não pode ser enfrentado de forma isolada pelos países. A avaliação é do presidente da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Marcos Cintra, feita nesta quinta-feira (6), durante o workshop "Agências de Inovação: O Caminho Adiante", promovido pela financiadora e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Segundo Cintra, a América Latina possui 8,6% da população mundial, mas apenas 2,8% dos gastos globais em P&D. Em geral, os investimentos na atividade ainda são baixos e vem, principalmente, do setor público. “No caso brasileiro, estamos num ponto de esgotamento do Estado. Precisamos estimular a iniciativa privada a aportar recursos nessas ações, como acontece nos países desenvolvidos”, disse Cintra, que também é economista.

Ele lembrou que, em todo o mundo, os dispêndios públicos em P&D variam entre 0,40 e 0,90% do Produto Interno Bruto (PIB), mesmo em países como Coreia do Sul e Estados Unidos (EUA). No Brasil, o gasto do governo com pesquisa e desenvolvimento em relação ao PIB é de aproximadamente 0,8%, contra 0,47% da iniciativa privada. Para o presidente da Finep, a cooperação internacional é primordial para os países latino-americanos enfrentarem tal desafio.

“Ainda predomina no Brasil a fase inicial da agenda de parcerias internacionais, com a realização de programas e processos de intercâmbio de estudantes, pesquisadores e técnicos de agências. Esse encontro organizado por nós e pelo BID marca o início de uma trajetória intensa de colaboração entre agências da América Latina, por meio de troca de experiências, conhecimento e aprimoramento das relações internacionais em prol da ciência, tecnologia, inovação e competitividade”, completou.

O economista espera que o Brasil avance no processo por meio da construção de programas conjuntos entre Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs), empresas e ICTs-empresas nacionais e estrangeiras. Dessa forma, chegar à terceira fase de cooperação internacional: o desenvolvimento de infraestruturas de pesquisa conjuntas.

Workshop

O workshop foi realizado no Rio de Janeiro (RJ) e reuniu especialistas de mais de dez países para discutir oportunidades de colaboração institucional e os caminhos necessários para implementar políticas de inovação nos países da América Latina. As discussões aconteceram com base nos resultados do estudo comparativo homônimo "Agências de Inovação: O Caminho Adiante", realizado pelo BID, que será lançado em breve.

Temas como o acompanhamento dos assessores técnicos, o uso de instrumentos estratégicos para a diversificação produtiva, a promoção da inovação e o empreendedorismo de forma descentralizada, o uso de instrumentos reembolsáveis e a cooperação entre empresas e os centros de P&D estiveram na pauta das discussões. Outra proposta foi incentivar os participantes a criar uma rede regional de agências de inovação na América Latina e no Caribe.

(Agência ABIPTI, com informações da Finep)

incobra-brokerage-event-disponibiliza-plataforma-para-identificacao-de-parceiros-e-agendamento-de-networkings Já está disponível uma plataforma virtual para que os participantes do INCOBRA Brokerage Event registrem-se e criem o seu perfil de...
metodologia-do-curso-para-elaboracao-e-gestao-de-projetos-da-abipti-e-enaltecida-por-alunos “O diferencial deste curso é que ele é completo, apresenta todo o Sistema Nacional de Ciência e Tecnologia para o aluno”, explica...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativa  A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI)...
capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimento  A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa...