MCTIC institui programa de capacitação de jovens para atuarem em telecentros

C&T Gestão - Gestão

 

O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) publicou nesta quinta-feira (6), no Diário Oficial da União (DOU), portaria que institui o Programa Nacional de Formação de Agentes de Inclusão Digital (Pnaid). O objetivo é revitalizar telecentros em todo o país e capacitar jovens para trabalhar como monitores nessas unidades. Serão oferecidas mil vagas para pessoas a partir de 16 anos, prioritariamente beneficiários de programas sociais.

Os telecentros são espaços dotados de computadores conectados à internet e abertos à população, onde podem ser desenvolvidas atividades de inclusão digital, como cursos e oficinas. Neste mês, o MCTIC pretende lançar uma chamada pública para escolher quais espaços terão acesso à capacitação dos jovens e poderão usufruir dos serviços de monitoria. Podem participar telecentros de prefeituras, estados e da iniciativa privada.

A capacitação dos monitores será feita por meio dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia (IFs). Em agosto, o ministério lançará um edital para escolha do Núcleo Estruturante do programa, formado por um IF, que ficará responsável por formatar o material pedagógico de formação do Pnaid. Em seguida, serão escolhidos os institutos que farão parte do Núcleo Formador, que vão ser responsáveis pela execução do curso.

O programa de formação terá duração de dez meses. Nesse período, o jovem receberá uma bolsa e fará o curso a distância, enquanto ajuda os usuários da comunidade no uso do telecentro. Ao final do programa, ele deve desenvolver um projeto voltado à população, com foco no aperfeiçoamento dos serviços prestados pelo telecentro ou no estímulo ao uso dos serviços de governo eletrônico.

Segundo o coordenador de Formação do MCTIC, Jean Marc Mutzig, a ideia é que os cursos de capacitação sejam iniciados em fevereiro de 2018. "Os telecentros representam uma forma de acesso à internet para milhões de pessoas. Como demonstra pesquisa realizada em 2013 pelo Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação [Cetic.br] e respondida por 5.013 telecentros, existe, de fato, muita gente que acessa a tecnologia via telecentro. É um fator fundamental para a inclusão digital no país", afirmou.

(Agência ABIPTI, com informações do MCTIC)

 


consorcio-abre-chamada-para-apoio-financeiro-a-participacao-do-brokerage-event  O consórcio internacional INCOBRA lançou nesta segunda-feira (7) uma chamada para conceder apoio financeiro aos participantes do...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimento  A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativa  A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI)...
japao-e-brasil-financiam-projetos-em-varias-areas-do-conhecimentoA Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Sociedade Japonesa de Promoção da Ciência (JSPS, na sigla em...