Em um ano de gestão, Kassab destaca fusão de pastas e lançamento do SGDC

C&T Gestão - Gestão

Ao fazer balanço de um ano de gestão à frente do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Gilberto Kassab destacou, na última sexta-feira (12), projetos implementados e a fusão promovida entre as pastas de Ciência e Tecnologia e Comunicações. A avaliação foi feita após cerimônia no Palácio do Planalto que marcou um ano da gestão do presidente da República, Michel Temer.

Segundo Kassab, a nova configuração da sua pasta permitiu a reorganização e a otimização de recursos públicos, além de promover a sinergia na área de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), abrindo caminho para a construção da Estratégia Digital Brasileira, que vai definir as prioridades do país na economia digital, e o Plano Nacional de Internet das Coisas. “A fusão das pastas das Comunicações e da Ciência e Tecnologia está apoiando os avanços que estamos alcançando", afirmou.

Ele também destacou projetos como o lançamento do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), maior interface com a comunidade científica e a modernização do setor brasileiro de radiodifusão. O equipamento será utilizado para comunicações estratégicas do governo e para ampliar a oferta de banda larga no país. "Em um ano de gestão no MCTIC, buscamos organizar e racionalizar processos, estreitar laços com a comunidade científica e definir prioridades, o que permitiu implementar uma série de ações.”

Uma delas foi a retomada do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia, que não se reunia há dois anos. O órgão é instância de debate de políticas públicas nas área de ciência e pesquisa e teve seus encontros retomados em novembro, com uma reunião coordenada por Temer, e a instalação de grupos temáticos de diferentes áreas de ciência e pesquisa.

O ministro ressaltou ainda a recomposição do orçamento do ministério com a liberação, em 2016, de mais de R$ 1,5 bilhão em restos a pagar, que "travavam" projetos de pesquisa e tecnologia, e mais R$ 650 milhões para os Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCTs). "O Brasil precisa da ciência, tecnologia e inovações para se desenvolver, e estamos trabalhando em prol disso, inclusive na luta por recursos para as pesquisas", disse.

Gilberto Kassab também deu ênfase a projetos em andamento no ministério como a construção do Plano Nacional de Internet das Coisas - que vai identificar e propor políticas públicas para desenvolvimento do setor, que é identificado como potencial gerador de negócios de até US$ 11 trilhões até 2025. A Internet das Coisas envolverá conectividade de máquinas para o aperfeiçoamento de serviços públicos, para soluções domésticas e produtivas.

(Agência ABIPTI, com informações do MCTIC)

consorcio-abre-chamada-para-apoio-financeiro-a-participacao-do-brokerage-event  O consórcio internacional INCOBRA lançou nesta segunda-feira (7) uma chamada para conceder apoio financeiro aos participantes do...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimento  A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativa  A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI)...
japao-e-brasil-financiam-projetos-em-varias-areas-do-conhecimentoA Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Sociedade Japonesa de Promoção da Ciência (JSPS, na sigla em...