Proposta garante isenção de IPI em equipamentos eletrônicos para professores e alunos

C&T Educação - BR

A Comissão de Educação (CE) da Câmara dos Deputados aprovou uma proposta que assegura a professores em efetivo exercício e a alunos de escolas públicas o direito de comprar computador, notebook, teclado, mouse, modem, tablet, celular e roteador com isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). O benefício está previsto no Projeto de Lei (PL) n° 2511/15, do deputado Alexandre Baldy (PSDB-GO).

Relator na comissão, o deputado Lobbe Neto (PSDB-SP) disse que a proposta vem “em boa hora” para assegurar a professores e estudantes da rede pública “acesso facilitado a ferramentas que podem fazer a diferença no processo ensino-aprendizagem”.

Neto, no entanto, chamou atenção para aspectos legais da isenção tributária e disse que a “conveniência” será melhor analisada pela Comissão de Finanças e Tributação, também incumbida da análise do mérito. O projeto será analisado ainda pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Pelo texto aprovado, a isenção para cada produto será válida uma vez a cada dois anos e se aplica apenas a bens produzidos no país. A proposta estabelece ainda que a venda do aparelho comprado com isenção de IPI só poderá ocorrer após um ano, contado da data da compra, sob pena de acarretar ao vendedor o pagamento do tributo devido acrescido de multa e juros.

(Agência ABIPTI, com informações da Agência Câmara)