Incubadora de tecnologia apoia empresas do setor da saúde

C&T Saúde - BR

A Incubadora Tecnológica (Intec), do Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), tem atraído cada vez mais empresas desenvolvedoras de novas tecnologias na área da saúde. Cinco, das nove empresas incubadas na Intec, entraram para atuar com apoio do Parque Tecnológico da Saúde.

A Neurocel, desenvolve pesquisa na área da neurocirurgia para produzir uma membrana biológica com o objetivo de substituir a dura-máter (conhecida também por meninge) em caso de lesões por tumores ou por traumatismos. O novo produto é resultado de uma pesquisa de 25 anos.

A OrangeLife realiza Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) de novos produtos no Tecpar. Um dos primeiros em desenvolvimento no instituto é um equipamento que diagnostica em tempo real doenças infecciosas, negligenciadas e sexualmente transmissíveis.

A RR Import ingressou no processo de incubação para desenvolver um monitor portátil, que vai ser usado durante a anestesia de um paciente. Com o equipamento, o médico terá mais segurança em relação ao bloqueio de reflexos do paciente durante uma cirurgia.

A Provena, por sua vez, desenvolve no Tecpar uma prótese cardíaca menos agressiva do que as disponíveis no mercado para resolver problemas congênitos de má formação do coração. A vantagem é que o implante desta prótese é feito por endocirurgia, procedimento minimamente invasivo.

A Forrest Brasil Tecnologia desenvolve vai produzir e liberar na natureza machos estéreis do mosquito transmissor do Aedes aegypti para o controle natural dos insetos. Com o projeto, a tendência é que haja a queda da incidência do mosquito em até 90%, com redução significativa de registros de casos de doenças como a dengue, a zika e a chikungunya.

Adesão

Empreendedores que queiram participar do programa de incubação do Tecpar podem se inscrever ao longo do ano para concorrer a uma vaga em uma das duas unidades da Intec, em Curitiba e em Jacarezinho.

Para o diretor-presidente do Tecpar e presidente da ABIPTI (Associação Brasileira de Instituições de Pesquisa Tecnológica e Inovação), Júlio C. Felix, a incubadora é a porta de entrada do instituto para empresas tecnológicas inovadoras que querem ingressar no parque tecnológico. “A Intec aproxima essas empresas inovadoras para que, após o desenvolvimento de seus produtos e amadurecimento, possam então ganhar o mercado instaladas dentro do parque tecnológico. A chegada dessas empresas da área da saúde na incubadora mostra que empreendedores e empresários confiam no Tecpar como apoiador de suas ideias”, salienta Felix.

São ofertadas vagas para a modalidade residente – quando a empresa fica nas dependências da Intec – e para a incubação não residente, quando o empresário não se instala na incubadora, mas conta com o apoio dos especialistas do instituto.

Podem participar do processo de incubação pessoas físicas,como universitários, pesquisadores e empreendedores que tenham um negócio inovador, ou pessoas jurídicas. Ao longo de 27 anos, a Intec já deu suporte tecnológico a mais de 100 negócios.

São as nove empresas que passam atualmente pelo programa de incubação da Intec: Beetech/Beenoculus, Werker, Vuk Personal Parts, Compracam, Provena, RR Import, Forrest Brasil Tecnologia, OrangeLife e Neurocel.

(Agência ABIPTI com informações do Tecpar)

consorcio-abre-chamada-para-apoio-financeiro-a-participacao-do-brokerage-event  O consórcio internacional INCOBRA lançou nesta segunda-feira (7) uma chamada para conceder apoio financeiro aos participantes do...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimento  A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativa  A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI)...
japao-e-brasil-financiam-projetos-em-varias-areas-do-conhecimentoA Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Sociedade Japonesa de Promoção da Ciência (JSPS, na sigla em...