Startups selecionadas pelo InovAtiva recebem mentoria

C&T Economia - Economia

A partir desta semana, as startups que foram selecionadas no primeiro ciclo de 2017 do programa InovAtiva Brasil e que possuam projetos com impacto social ou ambiental receberão um reforço diferenciado em termos de orientações, cursos e mentorias. Para essas empresas, haverá um módulo voltado para o treinamento e acompanhamento de mentores com expertise em negócios que causam impacto positivo em populações de baixa renda. O programa, realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), é voltado para a aceleração de pequenos negócios de base tecnológica.


Segundo o gerente de Acesso à Inovação, Tecnologia e Sustentabilidade do Sebrae, Célio Cabral, a questão do impacto social tem ganhado grande relevância no universo empreendedor, justamente porque as pessoas estão mais conscientes em desenvolver um negócio com valor compartilhado. “Essas empresas têm procurado, além do retorno financeiro, contribuir com as classes menos favorecidas na base da pirâmide social, bem como o impacto que causarão no meio ambiente. E esse modelo de empreendedorismo tem despertado o interesse dos que desejam abrir uma startup”, afirmou.


Na prática, o InovAtiva de Impacto é uma derivação do programa InovAtiva voltado exclusivamente para as startups que já promovem ou àquelas que podem causar um impacto social e/ou ambiental positivo. Segundo o secretário de Inovação e Novos Negócios do MDIC, Marcos Vinícius de Souza, os investidores procuram startups como essas “no intuito de solucionar a vida de quem mais precisa”. Motivo pelo qual, explicou ele, o módulo InovAtiva de Impacto “proporciona aos empreendedores a chave para atrair o investidor que está engajado em ter retorno financeiro, mas também quer estabelecer uma ligação com a parte socioambiental”.


Os cursos e treinamentos a serem oferecidos neste módulo estão divididos em quatro grandes temas: introdução aos negócios de impacto (1); ecossistema de impacto social (2); cases de negócios de impacto (3); e oportunidades de investimento e mensuração de impacto (4). As orientações, treinamentos e cursos dentro deste módulo vão até 1º de junho.


Confira mais informações neste link.


(Agência ABIPTI, com informações da Agência Sebrae de Notícias)


consorcio-abre-chamada-para-apoio-financeiro-a-participacao-do-brokerage-event  O consórcio internacional INCOBRA lançou nesta segunda-feira (7) uma chamada para conceder apoio financeiro aos participantes do...
embrapii-desenvolvera-projetos-de-inovacao-com-empresas-brasileiras-e-britanicasCinco unidades e um polo da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão desenvolver sete projetos de inovação...
capes-financia-projetos-conjuntos-com-a-holanda-em-todas-as-areas-do-conhecimento  A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) lançou o edital nº 27/2017, referente ao Programa...
fapesp-e-cdti-anunciam-financiamento-para-pesquisa-inovativa  A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e o Centro para el Desarrollo Tecnológico Industrial (CDTI)...
japao-e-brasil-financiam-projetos-em-varias-areas-do-conhecimentoA Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e a Sociedade Japonesa de Promoção da Ciência (JSPS, na sigla em...