Governo poderá fazer campanha nacional de vacinação contra a dengue

C&T Saúde - BR

As campanhas de vacinação contra a dengue podem ser adotadas em todo país. De acordo com Francieli Fantinato, da Secretaria de Vigilância das Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, o governo federal tem realizado uma série de estudos para constatar se a ação é viável. Francieli participou nesta terça-feira (11) de audiência pública promovida pela Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados.


A Dengvaxia, vacina desenvolvida pelo laboratório francês Sanofi Pasteur, já é comercializada na rede particular brasileira e vem sendo adotada em uma campanha pública no estado do Paraná. Os moradores de 30 municípios paranaenses estão recebendo a segunda dose do imunizante, e os resultados têm sido monitorados pelo Ministério da Saúde.


A representante do Ministério da Saúde explicou que a eventual aquisição da vacina para uma campanha nacional está em exame pelo Comitê Técnico Assessor de Imunizações (CTAI) do órgão. Francieli não descartou o uso da vacina nas campanhas nacionais, mas reforçou que isso dependerá do resultado das análises. "São estudos que vão nos possibilitar uma melhor avaliação para a tomada de decisão. Isso não quer dizer que o ministério não vá adotar essa vacina futuramente", afirmou.


Em 2016, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou a comercialização da vacina, na rede privada, por um valor que varia de R$ 132,76 a R$ 138,53, dependendo do ICMS adotado em cada estado. Segundo Fantinato, uma das principais análises em andamento é a do custo-benefício do produto. “Isso inclui o preço da vacina, a quantidade de doses necessárias, a eficácia, a logística de distribuição e até a previsão de perda dos frascos depois de abertos”, citou.


Além da Dengvaxia, uma outra vacina está sendo desenvolvida no Brasil, esta pelo Instituto Butantan. O imunizante, porém, ainda está em fase de testes e não foi liberado pela Anvisa. “A previsão é que os primeiros dados estejam disponíveis em 2018”, adiantou Daniela Cerqueira, da agência reguladora.


(Agência ABIPTI, com informações da Câmara dos Deputados)


 


Especial: 26ª Conferência Anprotec

sinergia-e-politica-de-estado-sao-desafios-para-o-brasil-avalia-presidente-da-anprotec Maturidade. Essa é palavra que define o atual estágio do ecossistema brasileiro de empreendedorismo e inovação. O segmento conta com...
meta-chinesa-de-tornar-se-potencia-em-inovacao-cria-oportunidades-para-empreendimentos-brasileiros Fortaleza (CE) - O 13º Plano Quinquenal da República Popular da China estabelece metas ousadas para o desenvolvimento da economia. O...
fundos-de-capital-privado-sao-alternativa-a-crise-para-empresas-inovadoras Fortaleza (CE) - O atual ciclo recessivo da economia brasileira, iniciado em dezembro de 2014, atingiu em setembro o segundo pior...
empreendedorismo-em-negocios-de-impacto-social-cresce-no-brasil Fortaleza (CE) - Aos poucos o brasileiro começa a entender melhor a cultura do empreendedorismo, tida por muitos especialistas como...
gestores-apostam-em-integracao-de-esforcos-para-impulsionar-negocios-inovadores Fortaleza (CE) - Há aproximadamente duas décadas, o ecossistema brasileiro de inovação dependia exclusivamente dos governos...