Plataforma nacional possibilitará diagnóstico sobre biodiversidade

C&T Meio Ambiente - BR

A Plataforma Brasileira sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistema (BPBES, na sigla em inglês) que possibilitará o desenvolvimento do Diagnóstico Brasileiro sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos será lançada nesta terça-feira (21), na sede da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), localizada na capital paulista.. Primeira deste tipo, a ferramenta auxiliará o processo de decisões ambientais no País.

O sistema centraliza os esforços para a qualidade de vida dos habitantes no Brasil. A biodiversidade da Mata Atlântica, por exemplo, preserva a água para aproximadamente 130 milhões de pessoas, ao mesmo tempo em que conserva uma alta diversidade de polinizadores, fundamentais para a agricultura brasileira.

O Diagnóstico Brasileiro usará as mesmas ideias, métodos e dados dos quatro modelos regionais que estão em processo de desenvolvimento pela Intergovernamental sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (IPBES, na sigla em inglês), instituição estrangeira criada há cinco anos para fornecer informações científicas com o intuito de auxiliar na tomada de decisões políticas.

Mundo

Os documentos regionais abarcam as Américas , África, Ásia e Pacífico, Europa e Ásia Central e serão alicerce para o Diagnóstico Global de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos a ser divulgado em 2019. Grande parcela dos envolvidos no desenvolvimento e coordenação da plataforma nacional também integra os vários grupos de trabalho similar intergovernamental.

Com o objetivo de agrupar estas informações, a coordenação da BPBES está em contato com o governo brasileiro e profissionais de organizações não governamentais e do setor produtivo.

“Estamos procurando todos os diferentes setores da sociedade para que possamos chegar a um diagnóstico que sirva de base de uma forma realista, que integre realmente as políticas de tomada de decisão na área, não mais isoladamente, como são as políticas ambientais hoje, mas que elas façam parte do planejamento estratégico do país”, disse o professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Carlos Joly, coordenador da BPBES e dirigente do Painel Multidisciplinar de Especialistas da IPBES.

A BPBES é, formalmente, um Grupo de Trabalho da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência SBPC que tem a missão de produzir sínteses do melhor conhecimento disponível pela ciência acadêmica e saberes tradicionais sobre Biodiversidade, Serviços Ecossistêmicos e suas relações com o bem-estar humano. A Plataforma Brasileira tem então o guarda-chuva de uma instituição de caráter nacional e conta também com o apoio financeiro/logístico do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), do Programa BIOTA/FAPESP e da Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável/FBDS.

(Agência ABIPTI, com informações da Agência Brasil)


Especial: 26ª Conferência Anprotec

sinergia-e-politica-de-estado-sao-desafios-para-o-brasil-avalia-presidente-da-anprotec Maturidade. Essa é palavra que define o atual estágio do ecossistema brasileiro de empreendedorismo e inovação. O segmento conta com...
meta-chinesa-de-tornar-se-potencia-em-inovacao-cria-oportunidades-para-empreendimentos-brasileiros Fortaleza (CE) - O 13º Plano Quinquenal da República Popular da China estabelece metas ousadas para o desenvolvimento da economia. O...
fundos-de-capital-privado-sao-alternativa-a-crise-para-empresas-inovadoras Fortaleza (CE) - O atual ciclo recessivo da economia brasileira, iniciado em dezembro de 2014, atingiu em setembro o segundo pior...
empreendedorismo-em-negocios-de-impacto-social-cresce-no-brasil Fortaleza (CE) - Aos poucos o brasileiro começa a entender melhor a cultura do empreendedorismo, tida por muitos especialistas como...
gestores-apostam-em-integracao-de-esforcos-para-impulsionar-negocios-inovadores Fortaleza (CE) - Há aproximadamente duas décadas, o ecossistema brasileiro de inovação dependia exclusivamente dos governos...